Quem somos

Trotes na faculdade: como saber quando passam do limite

Canal Mudes

Os trotes simbolizam o ingresso no ensino superior, sendo caracterizados por brincadeiras e desafios feitos por alunos que já estão na faculdade (veteranos) com os que estão entrando (calouros).  

  

O objetivo dos trotes é socializar e dar boas-vindas ao novo estudante. Uma das brincadeiras mais famosas é pintar o corpo ou a roupa do novato com o nome do curso escolhido e da instituição. 

  

Essa prática acontece em diversas faculdades/universidades, mas é preciso ter atenção para quando essas “brincadeiras” passam dos limites, podendo causar sérios riscos de vida aos participantes. Sendo assim, é necessário estar atendo aos casos em que os trotes acabam indo longe demais.   

  

Como saber quando o trote passa dos limites?  

  •   As instituições devem ficar atentas   

Como o trote é uma típica “boas-vindas” à faculdade e ao ensino superior, é dever que as instituições de ensino saibam que tipo de brincadeira ou desafios que os alunos iniciantes participarão.   

  

  • Trotes que são violentos   

Sem supervisão, os trotes podem se tornar prejudiciais. Com isso, acabam gerando agressões e outros tipos de violência, colocando em risco a vida dos alunos. Em casos mais graves, podem levar à morte.   

  

  • Trotes vexatórios  

Alguns trotes podem constranger o aluno, levando-o a uma situação desagradável e desconfortável, podendo desencadear problemas físicos e emocionais.   

  

Em geral, o objetivo dos trotes é dar boas-vindas ao novo estudante e não fazer com que ele desista de cursar a graduação. Por isso, é fundamental que a instituição saiba qual tipo de trote os veteranos realizam com os calouros, pois o intuito é inserir esse aluno no ambiente institucional, não causar traumas. 

 

 

Gostou do conteúdo? Clique aqui e tenha acesso a outras matérias da Fundação Mudes. 

Compartilhe esse artigo:

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política.