Saiba o que é networking e conheça as melhores práticas

Candidatos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A concorrência para o mercado de trabalho é cada vez maior, sendo assim, é importante ter um bom currículo e uma boa formação. No mercado, e até mesmo entre os jovens, muito se fala sobre a importância de conhecer novas pessoas, fazer contatos, ir a eventos. E fazer isso nada mais se chama do que networking!

 

Mas afinal, o que é networking?

Networking é um termo em inglês utilizado para descrever o trabalho de uma rede, ou seja, um grupo de pessoas conectadas – nesse caso, ligadas por interesses profissionais. É uma ferramenta tanto para quem quer entrar no mercado de trabalho, quanto para quem quer progredir em uma empresa que já atua.

As habilidades que possui para exercer sua função no trabalho são de grande importância, mas também é preciso que as pessoas conheçam quem você é e se lembrem de você, caso vejam uma oportunidade na sua área.

Vale ressaltar que o networking não é para burlar regras de processos seletivos ou ter relações apenas por interesse. Ele se trata de uma relação como via de mão dupla, onde tem que haver troca de informações e conhecimento de forma natural.

 

Por que networking é importante?

“Quem não é visto, não é lembrado”. Essa frase se aplica também ao mundo do mercado de trabalho. O networking é importante para que você possa mostrar seu trabalho, expor o que faz, conhecer novas pessoas.

Com as redes sociais o processo de networking se tornou mais prático, bastam alguns cliques para se conectar com um universo de profissionais e empresas, por isso, é preciso ser diferente, inovar e se destacar.

Investir em networking é uma solução inteligente nesse contexto, pois atrai a atenção sem deixar o profissionalismo de lado.

 

Como fazer networking?

Para fazer networking, você precisa conhecer as pessoas, precisa de uma “rede de contatos”. Ela pode ser formada ainda na faculdade, por meio de palestras, eventos culturais, reuniões, conferências e, até mesmo, nas redes sociais, especialmente o LinkedIn, aproximando-o de profissionais do meio que você pretende seguir. Dessa forma, sua rede é construída naturalmente.

Além disso, você precisa ser organizado em relação aos seus contatos, como por exemplo tê-los em uma rede social específica – novamente, a preferência pelo LinkedIn, mas nada impede que você tenha esses contatos em outra rede, como Instagram o Facebook, desde que haja bom senso com relação ao conteúdo das publicações. As redes sociais abrem novas oportunidades para aumentar os seus contatos, mas não se esqueça de mantê-las sempre atualizadas.

 

5 dicas sobre o que você deve evitar no networking

 

  1. Querer se dar bem o tempo todo

Como foi dito anteriormente, networking é uma vida de mão dupla. Entretanto, muitas pessoas tendem a ser imediatistas e querem muito sem dar nada em troca. Exemplo: alguém que é simpático com você quando está desempregado, mas não retorna seu contato quando está bem no emprego. Preste atenção se você tem ou já teve esse comportamento. Se quer receber ajuda, precisa estar disposto a ajudar também. Do contrário, poderá ser visto como interesseiro.

 

  1. Não guardar os contatos

Esse é um erro muito comum, principalmente para quem está em início de carreira. Você exclui os colegas da faculdade, sai dos grupos de cursos no WhatsApp, apaga alguns contatos da agenda e, assim, vai perdendo oportunidades.

 

  1. Falar mal de outros profissionais

Evite falar mal de outros profissionais, mesmo que sejam concorrentes. Se fizerem isso na sua frente, mantenha a diplomacia e não alimente o assunto. Fazer isso pode dar a impressão de que você não tem ética e pode não cair bem se chegar nos ouvidos de outras pessoas.

 

  1. Não agradecer

Ninguém é obrigado a fazer nada por você. Quando alguém gasta tempo ou outros recursos para te ajudar, o mínimo que você deve fazer é demonstrar gratidão. Não custa nada dizer “obrigado” e se oferecer para retribuir o favor quando for necessário. É preciso atentar a algumas regras implícitas de educação. A sua imagem profissional e o modo como você se relaciona com as outras pessoas é sua principal ferramenta para conseguir bons contatos.

 

  1. Ser inconveniente

Insistir demais em um assunto, abordar a pessoa em momentos inadequados, falar sobre assuntos inoportunos, pedir favores difíceis já no primeiro contato e sem oferecer nada em troca… A lista é imensa! Então, lembre-se do bom-senso para não pagar de chato e arruinar a oportunidade de manter um bom contato profissional.

 

Compartilhe esse artigo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política.