Contratação de jovem aprendiz: tudo que você precisa saber para contratar

Empresas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Em 2020, a Lei da Aprendizagem completa 20 anos. Sancionada pelo governo federal para estimular a inserção e contratação de jovem aprendiz no mercado de trabalho, a lei busca combater o trabalho infantil e minimizar um dos principais entraves para na conquista de uma vaga de emprego: a capacitação de jovens.

Seja por desconhecimento da obrigatoriedade de contratar ou falta de informação sobre as características do contrato de trabalho, o fato é que muitas empresas ainda têm dúvidas sobre a contratação de jovem aprendiz e o desenvolvimento desse profissional na organização.

Caso você não saiba os procedimentos necessários para a contratação de jovem aprendiz, não se preocupe. Abaixo ressaltamos os principais tópicos para quem tem dúvidas sobre como contratar um aprendiz.

Contratação de jovem aprendiz

O primeiro passo para contratar um aprendiz é buscar uma organização que possua um programa de aprendizagem cadastrado e aprovado pela Secretaria do Trabalho/Ministério da Economia. Entidades sem fins lucrativos podem contar com este tipo de programa. Elas são chamadas de instituições formadoras, como a Fundação Mudes.

O que é o Contrato de Aprendizagem? 

É um contrato de trabalho especial, por prazo determinado, em regra de 02 anos, em que o empregador se compromete a assegurar ao maior de 14 e menor de 24 anos, inscrito em programa de aprendizagem, formação técnico-profissional, compatível com o seu desenvolvimento físico, moral e psicológico.

As horas da capacitação teórica também integram a jornada de trabalho do aprendiz, que deverá sofrer descontos por faltas ou atrasos que não forem legalmente justificados.

Cota de Aprendiz  

A lei estabelece que o número de aprendizes deva ser equivalente a 5% no mínimo e no máximo de 15% por cento, do total de trabalhadores contratados em cada estabelecimento. As frações devem ser arredondadas para admissão de um trabalhador.

Estabelecimentos de qualquer natureza, que tenham pelo menos 7 (sete) empregados, são obrigados a contratar e matricular aprendizes nos cursos de aprendizagem. Essa é a determinação da cota de aprendiz.

Nesse material explicamos a lei da aprendizagem e os principais tópicos para quem têm dúvidas sobre como contratar aprendiz.

Baixe o ebook e confira:

  • Como contratar aprendiz
  • Quais vantagens para sua empresa
  • Como funciona a Lei da Aprendizagem
  • O que é o contrato de aprendizagem
  • Quem deve contratar aprendiz

Aproveite o período e solicite a abertura de novas vagas para a sua empresa.

Ou entre em contato conosco:

Telefone: (21) 3094-1149/98669-0848

WhatsApp: (21) 3094-1149

E-mail: comercial@mudes.org.br

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política.