Candidato, Empresa
ou Instituição de Ensino:
Logo 3.1

Janeiro Branco: mês de conscientização sobre os cuidados com a saúde mental

Canal Mudes

Nada melhor do que começar o ano cuidando da saúde mental, preparado para escrever as novas 365 páginas da história da sua vida. 

 

Por ser o início de um novo ciclo, janeiro é o mês ideal para refletir sobre questões de suma importância e que impactam diretamente a qualidade de vida do indivíduo, como: autocuidado, autopercepção, bem-estar, equilíbrio emocional, saúde mental, relacionamentos, comportamento etc. 

 

Janeiro Branco é uma campanha dedicada a fomentar este tipo de reflexão. Busca conscientizar e colocar em pauta temas relevantes sobre saúde mental, chamando a atenção de toda a sociedade quanto à necessidade do cuidado preventivo consigo e com o próximo, bem como a promoção de políticas públicas em defesa da saúde mental de todos. 

 

Idealizada, em janeiro de 2014, pelo psicólogo Leonardo Abrahão, Janeiro Branco vem se consolidando como a maior campanha do mundo em prol da construção de uma cultura da saúde mental na humanidade. 

 

No Brasil, virou Lei Municipal e Lei Estadual, ao longo dos últimos anos, instituindo ações preventivas e educativas para a difusão da saúde mental por parte do Poder Público, da iniciativa privada e de outros setores da sociedade civil organizada. 

 

Estudos recentes alertam sobre a urgência da criação de uma cultura da saúde mental frente aos desafios do cotidiano. Com a pandemia da Covid-19, este cuidado se tornou emergência pública. Conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a pandemia interrompeu serviços essenciais de saúde mental em 93% dos países. 

 

De acordo com pesquisa do Instituto FSB, 62% das brasileiras e 43% dos brasileiros afirmaram que a saúde emocionalpiorou” ou “piorou muito” durante a pandemia 

 

Estudo realizado pelo UNICEF/Gallup mostrou que 22% dos adolescentes e jovens brasileiros de 15 a 24 anos se sentem deprimidos ou têm pouco interesse em suas atividades rotineiras. 

 

A Fundação Mudes, por entender a promoção da saúde mental pela perspectiva de práticas interdisciplinares, tem, em sua estrutura organizacional, o Grupo de Apoio Psicossocial (GAPIS). 

 

O GAPIS visa à elaboração de ações de cunho psicossocial para adolescentes e jovens, inscritos ou não nos programas da Fundação Mudes, a fim de oferecer apoio jurídico e psicológico. Além disso, promove suporte emocional preventivo na construção de atividades que possibilitem o bem-estar, cuidado coletivo e empático entre os indivíduos, assim como a realização de uma leitura social crítica acerca das demandas dos sujeitos.  

 

O Grupo de Apoio Psicossocial se divide em duas frentes de atuação:  

 

Escritório de Apoio Psicossocial 

Espaço destinado ao atendimento psicossocial de adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade por meio do manejo clínico e da escuta ativa. A intenção é acolher os jovens e oferecer respostas às demandas a partir da troca de conhecimento advinda das suas reais necessidades.  

 

Cuidar: Núcleo de Apoio Psicossocial aos Colaboradores da Fundação Mudes 

Espaço voltado para a promoção do bem-estar e da saúde mental dos funcionários da instituição. O objetivo é contribuir para a manutenção de um ambiente de trabalho saudável e favorável ao bom desempenho das atividades laborais. 

 

Para informações sobre atendimento, envie e-mail para gapis@mudes.org.br ou entre em contato pelo telefone 97132-9868. 

Compartilhe esse artigo:

WhatsApp da Mudes
Enviar via WhatsApp

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política.