Quem somos

Seguro estágio – tudo que sua empresa precisa saber

Canal Mudes

Quem busca ou está pesquisando sobre a contratação de estagiários deve saber que a lei de nº 11.788/2008, chamada de Lei de Estágio, que regulamenta a prática, determina a obrigatoriedade de contratar um seguro contra acidentes pessoais para cada estudante, o seguro estágio.

Art. 9o IV – contratar em favor do estagiário seguro contra acidentes pessoais, cuja apólice seja compatível com valores de mercado, conforme fique estabelecido no termo de compromisso.

O que essa determinação significa?

De acordo com a Lei de Estágio, qualquer empresa ou profissional liberal que deseje contratar estagiários deve prover para o estagiário o seguro estágio. Ou seja, o seguro estágio deve ser integralmente custeado pela empresa ou instituição para cada estagiário que deseje contratar.

Em hipótese nenhuma o estagiário não deve arcar com parte da despesa da apólice do seguro. No entanto, a responsabilidade de contratar o seguro também pode ser assumida pelo agente de integração, como é o caso da Fundação Mudes.

A contratação do seguro estágio não é opcional?

Não! A contratação do seguro estágio é uma obrigação legal, regulamentada pela Lei de Estágio. O estagiário não pode começar a estagiar antes da indicação do seguro em contrato.

Além disso, o seguro estágio deve estar presente no Termo de Compromisso de Estágio (TCE) antes de ser assinado pelo estudante, empresa e instituição de ensino. É necessário constar no TCE todas as cláusulas que nortearão o contrato de estágio, tais como

  • número da apólice
  • companhia de seguros

O que acontece se a empresa não contrarar o seguro para o estagiário?

A inexistência do seguro de estágio pode penalizar principalmente a empresa ou instituição que está contratando o estagiário, pela descaracterização do vínculo de estágio.

Como contratar o seguro?

Existem diversas formas de efetuar a contratação deste seguro: por meio de corretoras de seguros ou legalizando os estagiários junto a um agente de integração, que fica encarregado da contratação do seguro.

Qual a cobertura do seguro estágio?

A cobertura deve abranger acidentes pessoais ocorridos com o estudante durante o período de vigência do estágio. Quando o estagiário é legalizado pela Fundação Mudes, o seguro cobre morte ou invalidez permanente, total ou parcial, provocadas por acidente.

O valor da indenização deve constar do Certificado Individual de Seguro de Acidentes Pessoais e deve ser compatível com os valores praticados no mercado.

Qual a importância do seguro para os estagiários?

O seguro contra acidentes é contratado para garantir proteção aos estudantes. Isso significa que, caso o estagiário sofra qualquer acidente durante a realização das atividades de estágio e até no trajeto de ida e volta, a seguradora oferecerá uma determinada quantia em dinheiro como forma de compensação.

Esta iniciativa é importante porque, por mais que as empresas avaliem os riscos e diminuam ao máximo a possibilidade de acidentes no ambiente trabalho, faz parte das obrigações do empregador proteger o estagiário caso essa situação ocorra.

 

Gostou do conteúdo? Clique aqui e tenha acesso a outras matérias da Fundação Mudes.

 

E-book: Tudo o que você precisa saber para contratar um estagiário

Compartilhe esse artigo:

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política.