logo da fundação mudes

Sou Estudante

Quem somos

Os impactos do ensino a distância na formação profissional

Canal Mudes

A educação transforma vidas. E o ponto de partida para esta mudança passa, obrigatoriamente, pela qualificação profissional. A educação básica já não é mais suficiente e não atende às demandas da atualidade. Quem deseja realmente desenvolver competências que projetem a carreira para um patamar mais elevado, alcançando a tão almejada mudança de vida, precisa cursar uma graduação. 

 

O dia a dia atribulado, as inúmeras responsabilidades e a falta de tempo, muitas vezes, tornam-se grandes obstáculos para o ingresso em uma universidade. O tempo vai passando, e a pessoa fica estagnada profissionalmente, refletindo também no seu bem-estar e no de sua família. O sonho de fazer um curso superior acaba sendo adiado, pois o modelo tradicional de ensino (presencial) é a barreira que impede o progresso.

  

Para suprir a necessidade desta parcela significativa da população que vê no estudo a possibilidade de mudança, mas que não pode frequentar aulas presencias, pelos mais diversos motivos, o ensino a distância (EAD) surge como grande aliado e facilitador para aqueles que querem investir em um futuro promissor. 

 

O crescimento exponencial da tecnologia forneceu subsídios para transpor a educação tradicional para a digital (EAD), ampliando a oferta de cursos de graduação e pós-graduação, contribuindo, inclusive, para o aumento da preferência desta modalidade por parte dos estudantes. 

 

Agora, o aluno não precisa mais ir à universidade. O conhecimento não fica mais restrito ao espaço físico das instituições. O estudante tem a liberdade de assistir às aulas de onde estiver (de casa, do trabalho, no transporte público). Outro ponto que merece destaque é o valor da mensalidade, consideravelmente mais acessível do que na modalidade presencial. 

 

A pandemia reforçou ainda mais a importância do EAD e impulsionou a modalidade em todo o mundo, sendo a única forma de as instituições de ensino ministrarem suas aulas. Se antes da Covid-19, o ensino a distância já vinha ganhando espaço, com a pandemia ganhou contornos muito mais efetivos, popularizando a oportunidade de as pessoas se qualificarem e transformarem suas vidas. 

 

Entretanto, quem deseja adotar o EAD como sua modalidade de aprendizado precisa fazer uma análise criteriosa da universidade que pretende se matricular. Para uma formação bem-sucedida, é imprescindível que a universidade tenha uma excelente nota no MEC. Outro ponto que merece atenção é a metodologia de ensino. O estudante deve se certificar se ele se adapta a ela, bem como às tecnologias e aos recursos disponibilizados pela faculdade, se a plataforma é de fácil utilização, se o conteúdo programático atende às suas necessidades profissionais etc. 

 

O ensino a distância requer do aluno muita disciplina e foco, pois quem dita o ritmo das aulas é o estudante, o protagonista do próprio aprendizado. 

 

Gostou do conteúdo? Clique aqui e tenha acesso a outras matérias da Fundação Mudes. 

Compartilhe esse artigo:

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política.