Braille: normas técnicas para produção de textos

Instituições de Ensino

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Braille é um sistema universal de escrita tátil utilizado por pessoas cegas ou com baixa visão. Criado pelo francês Louis Braille, em 1825 na França, depois de ficar cego aos 3 anos devido a uma infecção dos dois olhos. É tradicionalmente escrito em papel relevo 

 

O sistema de comunicação foi utilizado no Brasil, em formato original, até a década de 1940, época em que foram necessárias algumas alterações por conta da reforma Ortográfica da Língua Portuguesa. 

 

Na década de 1960, começaram a ser criadas comissões de Braille em diferentes países. E em 1999 foi formada a Comissão Brasileira do Braille (CBB), instituída pela Portaria Ministerial n.º 319, de 26/02/1999, que reuniu especialistas com domínio especializado do Sistema Braille, surgindo assim as Normas Técnicas para a Produção de Textos em Braille. Ao longo dos anos, se fez necessário a revisão e atualização da publicação, que hoje encontra-se em sua 3ª edição. 

 

O Sistema Braille tem um papel relevante no dia a dia de muitas pessoas cegas: a identificação de embalagens de alimentos, medicamentos, produtos de maquiagem e cosméticos, de peças do vestuário, a consulta de calendários, cardápios (em alguns municípios brasileiros, o cardápio acessível em Braille é obrigatório por lei), catálogos e programas de apresentações artísticas, garantindo assim, maior independência, autonomia e segurança para quem tem baixa ou nenhuma visão. 

 

“SEM LIVROS O CEGO NÃO PODE APRENDER” – Louis Braille 

 

Acompanhe o próximo post sobre o tema para saber mais sobre a legislação e as regras de produção de textos em Braille. 

 

Para ter acesso a outros conteúdos, clique aqui! 

Cadastre sua instituição de ensino com a Fundação Mudes.

Ou entre em contato conosco:

Telefone: (21) 3094-1149

E-mail: gedipcal@mudes.org.br

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política.